Notas e correções da tradução de O Morro dos Ventos Uivantes (2011)

@epistarse | dezembro 29, 2015 Deixe seu comentário

ATENÇÃO O TEXTO CONTÉM SPOILERS!

A tradução do clássico de Emily Bronte lançado pela L&PM em 2011, teve como tradutor Guilherme da Silva Braga, e como a maioria dos clássicos, temos a oportunidade de ter mais de uma tradução, onde podemos avaliar alguns trechos que ficaram confusos ou até mesmo incompletos, não li outra versão de Wunthering Heights mas é uma tradução ótima e requintada, como nem tudo é perfeito, vou deixar aqui as observações que fiz para os que ficaram perdidos em algumas partes:

Volume I - Capítulo IV
- Isso; e o marido também era primo dela... um, pelo lado da mãe... o outro, pelo do pai... Heathcliff casou com a irmã da sra. Linton.

Seria Sr. Linton, nenhuma das Catherine, nem Isabella tem irmãs.

Capítulo VI (recorrente em outros capítulos):
"era correr até as gandras pela manhã"

Subst.: charneca, gândara, gandra
É o nome comum português de um habitat caracterizado por vegetação xerófila, tipicamente urze (Calluna vulgaris) de Portugal, análoga ao maquis do Mediterrâneo francês e ao heath das ilhas britânicas e o fynbos da África do Sul.

Essa palavra utilizada, GANDRA, utilizada para esse tipo de habitat, quase não existe nos dicionários mais comuns ou no Google, por isso achei necessário, colocar seus sinônimos.

Capítulo X:
"as pessoa decente cravá as unha na palma da mão"
Original: "makking dacent fowks dig thur fingers i’ thur lugs fur varry shame"

Aconselharia substituir por um dessas frases para ter mais sentido, já que lugs é orelha "enfiarem os dedos nos ouvidos" ou "tampar os ouvidos de vergonha".

"e o filho do pai dela vem a cavalo pela estrada larga, enquanto ele corre na frente para abri a portera!"
Original: "and her fathur’s son gallops down t’ broad road, while he flees afore to oppen t’ pikes!"

Essa frase perdeu todo o sentido na tradução já que a intenção é mostrar que essa estrada larga que Hindley está galopando é algo ruim, e Guilherme esqueceu de adjetivá-la "e como o irmão galopa para a perdição, com ele abrindo as porteiras?" ou "e como o irmão galopa ligeiro pela estrada do inferno, enquanto ele corre na frente para abrir as porteiras!”.

"Se fossem meus não seriam menos"
Original: "If they were MINE, they would be none the less that"

Essa realmente é uma frase de difícil tradução, pois Heathcliff quis manter um enigma então ficou difícil de interpretar mas as sugestões que encontrei foi, "Se fossem meus, seriam seus, igualmente" ou "Se fossem meus, não seriam menos seus"

“Agora eu vou lhe contar o que fiz ontem! Pedi para o coveiro que estava cavando a sepultura de Linton para tirar a terra de cima do caixão dela e tratei de abri-lo. Por um instante achei que eu ficaria por lá mesmo quando tornei a ver aquele rosto - ainda é o mesmo rosto de sempre - o coveiro teve um belo trabalho para me tirar de lá; mas disse que a aparência dela mudaria se um vento soprasse, então eu soltei um dos lados do caixão - e em seguida o cobri - mas não o lado de Linton; que o diabo o carregue! Eu queria vê-lo encerrado em um caixão de chumbo - e subornei o coveiro para abrir um pedaço do meu caixão quando eu for enterrado também -assim, quando Linton chegar até nós, não saberá quem é quem!”

Original: 'I'll tell you what I did yesterday! I got the sexton, who was digging Linton's grave, to remove the earth off her coffin lid, and I opened it. I thought, once, I would have stayed there: when I saw her face again - it is hers yet! - he had hard work to stir me; but he said it would change if the air blew on it, and so I struck one side of the coffin loose, and covered it up: not Linton's side, damn him! I wish he'd been soldered in lead. And I bribed the sexton to pull it away when I'm laid there, and slide mine out too; I'll have it made so: and then by the time Linton gets to us he'll not know which is which!'

Em uma das passagens mais lúgubres do livro onde mostra o quão cruel e doentia pode ser as ações de Heathcliff, a tradução ficou completamente confusa, enquanto o que aconteceu foi que Heathcliff pede a um coveiro que retire uma parte lateral do caixão de Catherine e prometa que, quando ele vier a ser enterrado, o seja ao lado do dela; mas que também retire uma lateral de seu caixão, de modo a permitir que os corpos 
possam estar próximos, sem qualquer barreira física entre eles.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: