Minha saga contra a balanopostite

@epistarse | janeiro 03, 2018 Deixe seu comentário
Prefiro ser bem direto e resumido, antes de tudo peça ao seu médico para descobrir a origem da sua balanopostite, se é irritativa ou infecciosa, ele irá fazer perguntas se tem diabetes e envolvimentos sexuais, para saber mais sobre essa doença que nos assombra clique aqui.

Situação Atual (30/01/2017): Tratado

Cap. 1

10/12/2017 - Vermelhidão ao redor da glande. Sem dor, nem coceira ou ardência.
20/12/2017 - Primeira consulta ao urologista, diagnosticou a balanopostite e passou Trok-N creme (corticoide).
30/12/2017 - Com dez dias de uso, piorou drasticamente, vermelhidão aumentou e ficou mais intensa e agora está na glande e prepúcio, ardor, prurido, fissuras e doendo bastante ao lavar.

Trok-N Genérico

Cap. 2

02/01/2018 - Segunda consulta ao urologista, confirmou a balanopostite e passou Trok-G (corticoide) + 3 injeções de Triaxin (antibiótico), pedi algo para conseguir lavar, ele receitou Xylocaína de preferência spray, mas podendo usar a geléia (não encontrei nenhuma das duas, e comprei a versão pomada genérica sabor laranja, pois foi a única que encontrei)
03/01/2018 - Comecei a usar uma solução fisiológica da arboreto (cloreto de sódio + água purificada) pra lavar, pois era a única maneira que conseguia lavar sem arder e Polvilho Antisséptico da Granado.

 


 


Cap. 3
05/01/2018 - Como não apresentou nenhuma melhora, fui a uma Terceira consulta ao urologista, que passou Fluconazol 150mg, 3 comprimidos, tomando 1 cp por semana e foi passado Cicaplast Baume B5 para cicatrizar as feridas que estavam se formando (ótimo produto por sinal, melhorou a situação que só estava pior cada dia), passar na área afetada de 4 a 5x por dia, lavando sempre antes de passar, ajudou a cicatrizar mais rápido, o médico falou que não se pode usar corticoide por tanto tempo assim e o segundo médico fez com que o caso piorasse mais e ainda me fez aplicar as injeções de um antibiótico que não servia para esse caso, aliás, um produto caro.

 


E essa foi a solução, com isso percebo que há uma quantidade enorme de profissionais de medicina despreparados para um caso poderia ter sido resolvido de forma tão simples gerar um transtorno desses (falaram até em cirurgia), imagina se fosse algo mais sério .Então é isso, se cuidem e se informem antes de tomar qualquer decisão, espero que tenha ajudado a quem ficou tão perdido quanto eu.

Dicas:
Se a lavagem tiver insuportável com água do chuveiro, utilize soro fisiológico.

Dicas encontradas na internet:
Existem dois blogs bem interessantes discutindo balanopostite um é o relato de cura feito por um paciente em 2014 e tem também um que abordou o tema e uma de suas postagens. Então pra ficar mais organizado fui pegando as dicas de quem obteve sucesso:

Dica 1: Quadriderm usada de noite antes de dormir e pela manhã durante 7 dias, melhora de 80% apenas depois de do tratamento finalizado.
Após isso, 2000 mg de Secnidazol depois do almoço em dose única e Metronidazol geléia por três semanas pela manhã e à noite antes de dormir.

Dica 2 (Candidíase): Fluconazol dose única inicial e depois de um mês repetir, Quadriderm de noite antes de dormir e pela manhã durante 10 dias. No terceiro dia depois do fluconazol tomar 2000 mg de Secnidazol depois do almoço em dose única. Hoje estou usando uma vez ao dia a pomada Bepantol.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: